Catarina Seabra

Catarina Seabra licenciou-se em Ciências Biomédicas pela Universidade de Aveiro e realizou o mestrado em Biomedicina Molecular na mesma universidade. Iniciou a sua experiência profissional para a sua tese de Mestrado no IBMC, no Porto, e realizou o Doutoramento em Biologia Básica e Aplicada (GABBA), tendo este contado com uma parceria com a Harvard Medical School e o Centro de Medicina Genómica, Boston, EUA. Atualmente é investigadora de pós-doutoramento no Centro de Neurociências e Biologia Celular (CNC) em Coimbra, onde recebeu uma bolsa individual Marie Skłodowska-Curie, criando assim o projeto “ProTeAN”. Além disso, faz parte da equipa da Chaperone (www.chaperone.online), a primeira plataforma de serviços personalizados de desenvolvimento de carreira para cientistas e estudantes de ciência.

Catarina Seabra

Catarina Seabra irá abordar as perturbações do neurodesenvolvimento (como o autismo) que afectam 3% das crianças. Para entender melhor estes distúrbios, o acesso ao tecido neuronal dos pacientes é crítico. O objetivo principal do seu estudo realizado no Grupo de Circuitos Neuronais e Comportamento, CNC, passa por utilizar células estaminais dentárias provenientes de pessoas com autismo, no intuito de desenvolver organóides cerebrais tridimensionais. Estes organóides cerebrais servirão para estudar as características fundamentais dos distúrbios do desenvolvimento neurológico, tais como mudanças morfológicas e na comunicação entre neurónios.

Entusiasmado por ficar a conhecer mais sobre o trabalho da Catarina? Vem conhecê-la no evento do ano que reúne inovação em tecnologia e saúde. O Biomedical Engineering Summit está já aí. Dias 3, 4 e 5 de setembro, contamos contigo!